segunda-feira, 14 de agosto de 2017

JONAS - o profeta relutante

O que você faria se Deus falasse diretamente com você e lhe mandasse pregar a um povo distante? Você obedeceria ou ficaria em casa? Ou será que você pegaria um navio para o lugar mais longe na direção oposta?! Jonas não gostava nada do povo de Nínive...




Fugindo de Deus



Quando Deus mandou Jonas pregar contra a cidade de #Nínive, por causa da maldade do povo, Jonas fez mais do que se recusar. Jonas tentou fugir para Társis, uma cidade nos confins do mundo conhecido que ficava na direção contrária a Nínive.


Nínive era uma das cidades principais dos assírios. O império assírio era conhecido por sua brutalidade na guerra e sua crueldade com prisioneiros. A maldade de Nínive era muito grande e Deus queria dar ao povo um último aviso antes de destruir a cidade. Mas Jonas não queria.


#Jonas não estava fugindo de sua missão. Jonas estava fugindo de Deus! (Ele não deve ter lido o Salmo 139...)


Quantas vezes tentamos fugir de Deus? Queremos as coisas do nosso jeito, por isso não obedecemos e ignoramos Suas ordens. Tentamos fugir daquilo que não queremos enfrentar, seguindo outros caminhos bem diferentes. No fundo, estamos tentando fugir de Deus. Mas não funciona!

O navio de Jonas ficou apanhado em uma tempestade. Por causa dele, todos iriam afundar! Por isso, ele decidiu tomar sua vida. Jonas pediu para ser atirado ao mar. Funcionou, o mar se acalmou. E Jonas afundou no mar...



Uma nova oportunidade



Mas Deus já tinha preparado tudo! Ele enviou um grande peixe para engolir Jonas. Assim, Jonas não se afogou. Ele ficou dentro do peixe durante três dias e lá se arrependeu e orou agradecendo a Deus. Então Deus fez o peixe vomitar Jonas na praia.


Quando tentamos fugir de Deus, tudo dá errado. Os problemas se acumulam e não dá para continuar vivendo assim. Podemos até achar que não há mais esperança para nós.


Mas quando desistimos de fugir e nos entregamos a Deus, Ele nos dá uma nova oportunidade. Deus salva (por vezes de maneira muito estranha)! Precisamos render-nos à vontade de Deus.




Frustrado com Deus


Da segunda vez que Deus ordenou, Jonas foi para Nínive. Mas, mesmo assim, ele estava decidido a fazer o mínimo possível. A cidade levava 3 dias para percorrer direito mas Jonas só a percorreu durante 1 dia.


A mensagem de Jonas era toda de condenação e destruição. Mas, para sua surpresa, todos se arrependeram! Todo o povo de Nínive reconheceu seus pecados e se virou para Deus, pedindo perdão.


Por isso, Deus decidiu não destruir Nínive. Mas Jonas ficou furioso! Ele queria que a cidade fosse destruída por causa de seus pecados. O povo de Nínive não merecia misericórdia. Jonas ficou tão zangado que saiu da cidade e pediu para morrer.


Como é fácil sermos como Jonas quando não gostamos de alguém. Esquecemos que nós também não merecemos a misericórdia de Deus e aplicamos uma medida diferente aos outros. Depois ficamos frustrados quando Deus perdoa!


A Bíblia conta que Jonas era capaz de amar uma planta que lhe dava sombra, mas ele não tinha amor pelos milhares de habitantes de Nínive. Mas Deus criou todas as pessoas e oferece perdão a todos. Ele nos ama incondicionalmente.



Que os nossos corações sejam mais como o de Cristo e menos como o de Jonas!


fonte: bibliaon

~~~~~~~~~~~~~~

mais: 
Podemos analisar o conteúdo de Jonas observando para onde ele corria:
Capítulo 1 conta a história de como o profeta correu de Deus, tentando em vão fugir da presença do Senhor.
Capítulo 2 fala sobre o profeta desesperado na barriga de um grande peixe (baleia ou outra criatura marinha - a palavra hebraica aqui é imprecisa), e mostra como ele correu para Deus, mostrando seu arrependimento.
Capítulo 3 mostra a obediência de Jonas, agora correndo com Deus e pregando a mensagem divina na cidade de Nínive.
Capítulo 4 encerra a história com o relato da atitude ruim do profeta, correndo contra Deus e reclamando sobre a sua misericórdia. Jonas queria a misericórdia para si, mas não gostou quando Deus mostrou sua graça aos ninivitas!
A história de Jonas: fato ou mito? Pessoas que negam a possibilidade de milagres têm graves problemas com o livro de Jonas. Sugerem que ele seja um mito ou uma fábula com valor simbólico, mas que os acontecimentos registrados nele nunca aconteceram. Se procurarmos explicações naturais, realmente teremos problemas.

Uma criatura marinha que pode engolir um homem e mantê-lo vivo por três dias?

Trabalhamos com os seguintes fatos de fora do livro de Jonas:

Jonas é uma personagem histórica da época de Jeroboão II (2 Reis 14:25).

Jesus citou o exemplo de Jonas como história verídica (Lucas 11:29-30).

Jesus comparou a sua própria ressurreição com a volta de Jonas (Mateus 12:38-42).

Além destas considerações, a evidência interna apoia a conclusão que seja um livro histórico, pois se apresenta como narrativa de fatos acontecidos, envolvendo pessoas e lugares reais, e não em forma de fábula. Afinal, a questão da veracidade do livro de Jonas é uma questão de fé. As pessoas que rejeitam como histórico este livro mostram a sua falta de fé num Deus Todo-Poderoso, capaz de realizar os milagres contidos na história de Jonas.
–por Dennis Allan

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Êxodo 2 - Moisés: Nascimento e Criação



A História do Velho Testamento (18)
Moisés: Nascimento e Criação (Êxodo 2)


Período: O Êxodo



Eventos Principais:
 
  • O nascimento de Moisés 
  • Os pais o protegeram da ordem do Faraó 
  • A criação dele como filho da filha do Faraó 
  • A fuga de Moisés do Egito 



Pessoas Importantes: 
  • Moisés 



Conceitos Principais:

  • Deus, sendo muito mais paciente do que o homem, estava preparando o libertador do povo durante 80 anos! 



A História:

  • Um casal de Levi teve um filho, que nasceu durante a época da ordem do rei que todos os meninos fossem mortos 
  • O nome do nenê era Moisés
  • A mãe, sabendo da ordem do rei, escondeu o menino em casa por três meses 
  • Quando não foi possível escondê-lo mais, ela o colocou num cesto que flutuava no rio Nilo. 
  • A irmã do nenê ficou olhando de longe 
  • A filha do rei foi ao rio para tomar banho, e viu o cesto 
  • Ela descobriu o nenê, Moisés, no cesto e o tomou para ser seu próprio filho 
  • A irmã de Moisés chegou e ofereceu chamar uma das hebréias para criar o menino 
  • A filha do Faraó concordou, e a irmã de Moisés chamou sua própria mãe 
  • A filha do Faraó mandou que a mãe de Moisés criasse o menino, e ela lhe pagou um salário por fazer isto 
  • Quando Moisés era grande, a mãe o levou à filha do Faraó, e ele passou a ser filho adotivo dela 
  • Moisés, aos 40 anos de idade, voltou para visitar seu povo, os israelitas 
  • Ele teve compaixão e quis os salvar da escravidão 
  • Quando ele viu um egípcio espancando um dos israelitas, ele matou o egípcio para proteger o israelita. 
  • Ele escondeu o corpo na areia 
  • No dia seguinte, Moisés tentou resolver uma briga entre dois israelitas.
  • Um deles disse: "Pensas matar-me, como mataste o egípcio?" 
  • Assim, Moisés soube que alguém viu o que ele tinha feito ao egípcio, e ele fugiu do Egito 
  • Moisés foi à terra de Midiã, onde serviu como pastor de ovelhas por 40 anos. 
  • Ele se casou com Zípora, a filha do dono do rebanho 
  • Depois de algum tempo, o rei do Egito, que quis matar Moisés, morreu 


_____________

Ênfase: 
  • Deus estava sempre se lembrando da sua promessa a Abraão e aos seus descendentes 
  • Mesmo quando os israelitas não entenderam, Deus estava preparando seu libertador 
  • Moisés não conseguiu salvar o povo sozinho. 
  • Ele teria que ajudá-los da maneira que Deus escolhesse
______________

por Dennis Allan




Postagens visualizadas nos últimos 30 dias