terça-feira, 29 de novembro de 2016

Gênesis 12 - Deus Chama Abraão: As Grandes Promessas



A História do Velho Testamento (7) 
Deus Chama Abraão: As Grandes Promessas (Gênesis 12) 


Período: 
Os Patriarcas 

Eventos Principais: 
As Promessas a Abraão 
A Viagem de Abraão para a Terra de Canaã 

Pessoas Importantes: 
Abraão (Abrão) 
Sara (Sarai) 
Ló 

Conceitos Principais: 
Deus recompensa os servos fiéis 
Deus cumpre suas promessas 
Quando cremos em Deus, obedecemos as suas palavras

A História: 
Deus falou com Abraão, e deu um mandamento e uma promessa 
O mandamento: "Saia de sua terra, do meio dos seus parentes e da casa do seu pai e vá para uma terra que eu lhe mostrarei" 

A promessa em três partes: 
Terra 
Nação 
Bênçãos para todas as famílias da terra através do descendente de Abraão 

Abrão obedeceu, e seguiu a Deus sem saber para onde estava indo 
Ele chegou na terra de Canaã, muito longe da terra onde ele habitava (Harã), e mais distante ainda da terra onde ele nasceu (Ur dos caldeus) 

Em cada lugar onde Abrão parou, ele edificou um altar para fazer sacrifícios e louvar a Deus (leia, por exemplo, Gênesis 12:7-8) 

Abraão viu a terra que Deus prometeu, mas não tomou posse dela durante toda sua vida. Ele vivia pela fé, sabendo que Deus sempre cumpre suas promessas (leia Hebreus 11:8-19 para entender melhor a fé de Abraão)


por Dennis Allan
(estudosdabiblia)


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨


Promessas a Abraão

Muitas gerações mais tarde, Deus chamou Abraão para sair de sua pátria e vagar como peregrino numa terra estranha. Abraão confiou em Deus e fez como ele mandou. Deus prometeu a Abraão três coisas: 1. "De ti farei uma grande nação"; 2. "Em ti serão benditas todas as famílias da terra" e 3. "Darei à tua descendência esta terra".¨

A história bíblica traça o cumprimento dessas promessas.

A família de Abraão continuou peregrinando na terra de Canaã até o tempo de seu neto, Jacó. Este se mudou com sua família para o Egito, onde ela começou a multiplicar-se rapidamente. Seus descendentes se tornaram tão numerosos que os governantes egípcios se preocuparam que eles pudessem tentar dominar o país. 

Como resultado, escravizaram a família de Abraão, mas Deus foi fiel à sua promessa e chamou Moisés para libertar o povo. Através de Moisés, Deus feriu o Egito com dez pragas, fazendo com que os egípcios libertassem os descendentes de Abraão, agora chamados israelitas. Moisés levou-os do Egito até o Monte Sinai, onde Deus fez uma aliança com eles. Por esse tempo, a promessa de Deus de fazer da família de Abraão uma grande nação tinha sido cumprida. 

Havia mais de 600.000 homens adultos, além das mulheres e crianças.

A geração que saiu do Egito foi incapaz de possuir a terra prometida, mas seus descendentes o fizeram. Guiados por Josué, a nação entrou na terra onde Abraão tinha peregrinado e a conquistaram. Observe a declaração clara do cumprimento da promessa de Deus. "Desta maneira, deu o SENHOR a Israel toda a terra que jurara dar a seus pais; e a possuíram e habitaram nela" (Josué 21:43; veja também Josué 23:14-15; 1 Reis 4:21; Neemias 9:7-8). 

Deus advertiu-os que se o desobedecessem, seriam expulsos da terra prometida (Deuteronômio 8:19-20; 28:63-65). Eles desobedeceram e foram levados cativos pelos assírios e babilônios séculos mais tarde.

A promessa mais importante que Deus fez a Abraão foi que um dos seus descendentes abençoaria todas as nações do mundo. Essa promessa foi mais explícita do que aquela em Gênesis 3, no qual um descendente da mulher esmagaria a Satanás. Tal agora não seria qualquer descendente da mulher, mas também um descendente de Abraão. O esmagamento da serpente por ele resultaria em bênçãos para todas as famílias da terra.

por Gary Fisher
estudosdabiblia net/d64


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens visualizadas nos últimos 30 dias