sexta-feira, 31 de julho de 2015

TESSALONICENSES 2 - o 14º livro do NOVO Testamento, a segunda Carta de Paulo aos Tessalonicenses




Segunda carta de Paulo aos TESSALONICENSES é o 14º livro do NOVO Testamento
e a 9ª das treze cartas que o apóstolo Paulo escreveu para orientar as igrejas e os cristãos daquele tempo em questões de doutrina e da vida cristã.
-----------------------------------------
Mesmo depois de terem recebido a primeira carta de Paulo, os cristãos de Tessalônica continuaram discutindo sobre a vinda do Senhor Jesus Cristo.

Alguns até diziam que o Dia do Senhor já havia chegado, enquanto outros estavam tão certos de que Jesus voltaria logo, que estavam largando os seus empregos e vivendo às custas dos outros.

Então Paulo escreve a Segunda carta aos Tessalonicenses a fim de corrigir esses falsos ensinamentos e atitudes.

Ele diz que antes da vinda de Cristo haverá um tempo de maldade e de pecado. 

Paulo fala também de um poder misterioso, a quem ele chama de "o Perverso", que chefiará uma revolta mundial contra Deus.

Mas Deus vencerá, e os que são escolhidos por ele para a salvação ficarão sempre seguros.

Paulo pede que os leitores continuem firmes na fé e não andem atrás de ensinamentos falsos.

É nesta carta que se encontra o famoso ditado: "Quem não quer trabalhar não coma" (3.10)

ESBOÇO:
introdução ....................................... 1.1-2
Palavras de louvor e conselhos ....... 1.3-12
A vinda do Senhor Jesus Cristo........2.1-12
Conselhos sobre a vida cristã.......... 2.13-3.15
Palavras finais ................................ 3.16-18

sbb/ntlh
(é o 53° livro da Bíblia Sagrada)


quarta-feira, 29 de julho de 2015

TESSALONICENSES 1 - o 13º livro do NOVO Testamento, Primeira carta de Paulo aos Tessalonicenses


TESSALONICENSES, Primeira carta de Paulo aos é o 13º livro do NOVO Testamento
e a 8ª das treze cartas que o apóstolo Paulo escreveu para orientar as igrejas e os cristãos daquele tempo em questões de doutrina e da vida cristã.
----------------------------------------------
Tessalônica era a capital da província romana da Macedônia, região que hoje faz parte da Grécia.

A igreja de Tessalônica tinha sido fundada pelo apóstolo Paulo durante a sua segunda viagem missionária (Atos 17.1-10)

Os judeus daquela cidade se colocaram fortemente contra os cristãos, de modo que Paulo e Silas foram forçados a fugir para a cidade de Beréia.

Mais tarde, na cidade de Corinto, Paulo recebeu de Timóteo, seu colega de trabalho, notícias a respeito da situação dos cristãos em Tessalônica (1 Tessalonicenses 3.6).

Paulo então escreve a Primeira Carta aos Tessalonicenses para lhes dizer como está contente com o progresso espiritual deles e para animá-los a continuarem firmes na fé em Cristo, a viverem de maneira a agradarem a Deus.

Ele recomenda que não se preocupem com questões sobre quando os mortos iriam ressuscitar e quando Jesus Cristo iria voltar.

Paulo pede que confiem no amor de Deus, o qual "não nos escolheu para nos castigar, mas para nos dar a salvação por meio do nosso Senhor Jesus Cristo"(5.9).

Com carinho e amor Paulo termina a carta com saudações para os seus queridos irmãos e irmãs de Tessalônica.


ESBOÇO:

introdução ...........................................1.1
palavras de alegria e louvor.................1.2 - 3.13
conselhos sobre a vida cristã ...............4.1-12
a vinda do Senhor Jesus Cristo ............4.13 - 5.11
conselhos e saudações finais................5.12-28

sbb/ntlh
é o 52º livro da Bíblia Sagrada


segunda-feira, 27 de julho de 2015

COLOSSENSES - o 12º livro do NOVO Testamento, Carta de Paulo aos Colossenses

COLOSSENSES, Carta de Paulo aos é o 12º livro do NOVO Testamento
e a 7ª das treze cartas que o apóstolo Paulo escreveu para orientar as igrejas e os cristãos daquele tempo em questões de doutrina e da vida cristã. 
-------------------------------------------------
A cidade de Colossos ficava na província romana da Ásia, região que hoje faz parte da Turquia. 

A igreja dali não tinha sido fundada por Paulo, e, pelo que parece, ele ainda não havia estado lá quando escreveu a Carta aos Colossenses. 

É provável que Epafras, companheiro de Paulo, tenha sido o primeiro a anunciar a Boa-Notícia do Evangelho em Colossos (1.7; 4.12). 

Paulo, na prisão (4.3,10,18), tinha recebido notícias das falsas doutrinas que estavam sendo ensinadas aos cristãos de Colossos (2.8, 16-23) e por isso escreve esta carta para combater esses falsos ensinamentos e trazer os colossenses de volta à verdadeira fé que Epafras havia anunciado. 

Somente Jesus Cristo pode salvar, somente por meio Dele é que os pecados são perdoados. 

Portanto, que os colossenses continuem fiéis, tendo a sua fé construída sobre um alicerce firme e seguro, e que não sigam atrás de ensinamentos inventados por qualquer um. 

Paulo fala da nova vida que os seguidores de Cristo têm por estarem unidos com Ele e como essa vida se manifesta especialmente no amor de uns para com os outros (3.12-14). 

Nas saudações finais (4.7-17) Paulo pede que esta carta seja enviada à igreja de Laodicéia, uma cidade vizinha, e que os cristãos de Laodicéia enviem aos colossenses a carta que Paulo tinha escrito ou pretendia escrever a eles. 

A carta aos colossenses foi levada a eles por Tíquico, e com ele foi Onésimo (4.7-9), em favor de quem Paulo escreveu a Carta a Filemom 


ESBOÇO: 
Introdução ....................................1.1-8 
A pessoa e a missão de Cristo........1.9-2.19 
A nova vida em união com Cristo....2.20-4.6 
Saudações finais.............................4.7-18 

SBB/NTLH 



sábado, 25 de julho de 2015

FILIPENSES - o 11º livro do NOVO Testamento, Carta de Paulo aos Filipenses













FILIPENSES, Carta de Paulo aos Filipenses é o 11º livro do NOVO Testamento
e a 6ª das treze cartas que o apóstolo Paulo escreveu para orientar as igrejas e os cristãos daquele tempo em questões de doutrina e da vida cristã.
------------------------------
Filipos era uma cidade que ficava na província romana da Macedônia, região que hoje faz parte da Grécia.

A igreja de Filipos foi a primeira fundada na Europa por Paulo, na sua segunda viagem missionária (Atos 16.12-40).

Anos depois, quando está na prisão (1.7), Paulo escreve esta Carta aos Filipenses.

Ele havia recebido notícias de que havia sérias dificuldades entre os cristãos de Filipos e estava muito preocupado com as falsas doutrinas que alguns ensinavam lá.

E estava preocupado também por saber que alguns líderes da igreja tinham ficado contra ele.

Ao mesmo tempo, ele havia recebido ajuda dos cristãos de Filipos e escreve a carta não somente para tratar dos sérios problemas da igreja como também para agradecer aos filipenses tudo o que tinham feito em seu favor.

A carta mostra o grande amor que Paulo tinha pelos filipenses e fala da confiança, alegria, união e firmeza que devem ser marcas dos seguidores de Jesus Cristo.

Paulo diz que, acima de tudo, todos devem imitar o exemplo do próprio Cristo, que seguiu o caminho da humildade e da obediência a Deus, caminho este que o levou à morte na cruz e à altíssima posição de Senhor de todos (2.5-11).

É com um carinho todo especial que Paulo se despede dos seus queridos amigos de Filipos (4.1-9)

ESBOÇO:
Introdução - 1.1-11
A situação de Paulo - 1.12-30
A nova vida em união com Cristo - 2.1-18
Planos de Timóteo e de Epafrodito - 2.19-30
Conselhos e avisos - 3.1-4.9
Paulo e os filipenses - 4.10-20
Saudações finais - 4.21-23

sbb/ntlh


quarta-feira, 22 de julho de 2015

EFÉSIOS - o 10º livro do NOVO Testamento, Carta de Paulo aos Efésios






EFÉSIOS, Carta de Paulo aos Efésios - é o 10º livro do NOVO Testamento
e a 5ª das treze cartas que o apóstolo Paulo escreveu para orientar as igrejas e os cristãos daquele tempo em questões de doutrina e da vida cristã.
-------------------------------------
Na sua terceira viagem missionária, o apóstolo Paulo passou quase três anos na cidade de Éfeso (Atos 19.1 - 20.1).

Essa cidade se tornou um centro importante do trabalho cristão na província romana da Ásia, que ficava numa região que hoje faz parte da Turquia.

A Carta aos Efésios foi escrita quando Paulo estava na prisão (4.1).

O assunto principal da carta é o plano de Deus de "unir, no tempo certo, debaixo da autoridade de Cristo, tudo o que há no céu e na terra" (1.10).

A carta não trata de nenhum problema particular dos leitores, mas fala de um modo geral do que é a Igreja e a vida cristã.

E, ao contrário do que acontece nas outras cartas, no fim desta não aparece nenhuma saudação pesssoal; é bem possível que a carta tenha sido escrita não somente para os cristãos de Éfeso, mas também para os de outros lugares.

A falta da frase "da cidade de Éfeso" (1.1) em alguns dos melhores manuscritos gregos também indica essa possibilidade.

Na primeira parte da carta (caps 1-3) o apóstolo fala de como os cristãos são um só povo por causa da morte de Cristo na cruz e como o Espírito Santo lhes dá o poder de continuarem a viver em união.

Na segunda parte (caps. 4-6) ele fala da nova vida que os seguidores de Cristo têm por estarem unidos com Ele.

E fala também de como essa vida se manifesta nas relações que eles têm uns com os outros.

A fim de ilustrar a união do povo de Deus, o apóstolo usa três figuras para a Igreja: 

a de um corpo, do qual Cristo é a cabeça (1.22-23);
a de um edifício, do qual Cristo é a pedra fundamental (2.20-21);
e a de um casal, no qual a Igreja é a esposa e Cristo é o esposo (5.25-32)

ESBOÇO:
Introdução - 1.1-2
Jesus Cristo e a Igreja - 1.3-3.21
A nova vida em união com Cristo -4.1-6.20
Palavras finais - 6.21-24

SBB/NTLH


domingo, 19 de julho de 2015

GÁLATAS - o 9º livro do NOVO Testamento, Carta de Paulo aos Gálatas


GÁLATAS, Carta de Paulo aos Gálatas é o 9º livro do NOVO Testamento
e a 4ª das treze cartas que o apóstolo Paulo escreveu para orientar as igrejas e os cristãos daquele tempo em questões de doutrina e da vida cristã.
------------------------------ 
Quando a Boa-Notícia do Evangelho se espalhou pelo império romano e muitos não-judeus começaram a aceitar Jesus como Salvador, surgiram logo discussões sobre a necessidade de os não-judeus seguirem as leis dos judeus, especialmente a que mandava que todo homem fosse circuncidado (ver Atos 15.1-33)

Essa mesma discussão apareceu nas igrejas que o apóstolo Paulo havia fundado na província romana da Galácia, que ficava numa região que hoje faz parte da Turquia.

Várias pessoas estavam dizendo àqueles cristãos que eles precisavam obedecer à Lei de Moisés para poderem ser aceitos por Deus.

A Carta aos Gálatas é a resposta que Paulo dá a essa falsa doutrina.

Com argumentos fortes e palavras às vezes chocantes, Paulo denuncia esse outro "evangelho" que está sendo anunciado e procura trazer de volta à fé verdadeira aqueles que estão se desviando do caminho certo.

Ele fala da sua própria experiência cristã e defende a sua autoridade como apóstolo.

Mostra também como, na reunião dos líderes cristãos em Jerusalém, ele tinha recebido a aprovação deles para continuar a anunciar a mensagem de que a salvação depende somente da fé e não daquilo que a Lei de Moisés manda fazer.

Em defesa da sua posição, Paulo cita o Antigo Testamento e fala da experiência de Abraão, o pai do povo escolhido.

Ele mostra que Abraão foi aceito por Deus não por causa das suas obras, mas por causa da sua fé.

Na última parte da carta Paulo fala da liberdade que têm aqueles que crêem em Cristo e como essa liberdade se torna realidade na vida cristã.

Todos os cristãos de todos os tempos devem se lembrar sempre desta declaração do apóstolo:

"Cristo nos libertou para que sejamos de fato livres. Por isso, continuem firmes nessa liberdade e não se tornem novamente escravos"(5.1)

ESBOÇO:
Introdução - 1.1-10
A autoridade de Paulo como apóstolo - 1.11 - 2.21
A Boa-Notícia da graça de Deus - caps. 3-4
Liberdade e responsabilidade cristãs - 5.1 - 6.10
Palavras finais - 6.11-18

SBB/NTLH


sábado, 18 de julho de 2015

CORÍNTIOS 2 - o 8º livro do NOVO Testamento, Segunda Carta de Paulo aos Coríntios




2 CORÍNTIOS, Segunda Carta de Paulo aos Coríntios, é o 8º livro do NOVO Testamento
e a 3ª das treze cartas que o apóstolo Paulo escreveu para orientar as igrejas e os cristãos daquele tempo em questões de doutrina e da vida cristã.
------------------------------
Paulo escreveu pelo menos quatro cartas aos cristãos de Corinto.
Duas delas fazem parte do Novo Testamento.

Em 1 Coríntios 5.9-13 Paulo fala de uma carta que ele havia escrito antes de escrever 1 Coríntios; e em 2 Coríntios 2.3 e 7.8 ele faz referência a outra carta, que havia feito os leitores ficarem muito tristes.

As relações entre Paulo e os membros da igreja de Corinto pioraram depois que eles receberam a carta de Paulo.

Alguns dos elementos mais exaltados de Corinto estavam dizendo que Paulo não era realmente apóstolo e, portanto, não tinha autoridade para resolver os problemas da igreja.

Paulo reage com firmeza e, nos capítulos 10-12, ele defende a sua autoridade como verdadeiro apóstolo de Jesus Cristo.

Paulo trata de outros assuntos da vida cristã, inclusive a nova 
relação que Deus, por meio de Jesus Cristo, cria com as
pessoas.

Ele diz: "Deus nos transformou de inimigos em amigos dele e nos dá a tarefa de fazer que os outros sejam também amigos de Deus" (5.18).

Mais uma vez Paulo insiste na necessidade de ajudar os cristãos necessitados da Judéia (caps.8-9).

Apesar das suas palavras duras, Paulo termina a carta com palavras de amor e carinho.

ESBOÇO:
introdução -1.1-11
Paulo e a igreja de Corinto -1.12- 7.16
A oferta para os cristãos necessitados da Judéia - caps. 8-9
Paulo defende a sua autoridade como apóstolo - 10.1 -13.10
Palavras finais - 13.11-13

SBB/NTLH


quinta-feira, 16 de julho de 2015

CORÍNTIOS 1 - o 7º livro do NOVO Testamento, Primeira Carta de Paulo aos Coríntios



1 CORÍNTIOS, Primeira Carta de Paulo aos é o 7º livro do NOVO Testamento
e a 2ª das treze cartas que o apóstolo Paulo escreveu para orientar as igrejas e os cristãos daquele tempo em questões de doutrina e da vida cristã.
-------------------------------------------------
Paulo escreveu esta carta aos cristãos da cidade de Corinto a fim de tratar de vários e sérios problemas que tinham aparecido na igreja.

O próprio Paulo havia fundado a Igreja de Corinto na sua segunda viagem missionária, quando passou dezoito meses naquela cidade (Atos 18.1-18).

Os problemas eram a respeito de doutrinas e da vida cristã.

A igreja tinha se dividido em vários grupos, e Paulo procura levá-los a resolverem as suas diferenças e voltarem a ser unidos, como uma igreja de Cristo deve ser.

Os cristãos de Corinto haviam escrito a Paulo, pedindo a sua opinião sobre vários assuntos, e do capítulo 7 em diante Paulo diz o que pensa a respeito desses assuntos.

Uma das questões mais discutidas era a respeito dos dons do Espírito Santo, e nos capítulos 12-14 Paulo trata desse assunto.


É nesse contexto que aparece o "hino ao amor" (cap.13), uma das passagens mais conhecidas do livro.

O capítulo 15 é uma bela apresentação da doutrina a respeito da ressurreição.

Além de questões a respeito de doutrinas, Paulo se preocupa também com a oferta que ele está conseguindo para levar aos cristãos necessitados da Judéia.


O apóstolo termina a carta com saudações pessoais.


ESBOÇO:
-------
Introdução 1.1-9
Grupos na igreja -1.10-4.21
Imoralidade e questões sobre o casamento - caps. 5-7
Relação entre cristãos e pagãos - 8.1-11.1
Problemas na igreja - 11.2-14.40
A ressurreição de Cristo e dos que crêem nele - cap.15
A oferta para os cristãos necessitados da Judéia - 16.1-4
Saudações e palavras finais - 16.5-24


SBB/NTLH


domingo, 12 de julho de 2015

ROMANOS - o 6º livro do NOVO Testamento, Carta de Paulo aos Romanos



ROMANOS, Carta de Paulo aos é o 6º livro do NOVO Testamento

e a 1ª das treze cartas que o apóstolo Paulo escreveu para orientar as igrejas e os cristãos daquele tempo em questões de doutrina e da vida cristã.
------------------------------------------
O apóstolo Paulo procurou anunciar a Boa-Notícia de salvação por todo o império romano. Por isso ele fez planos para visitar Roma, a capital do império, onde já havia uma igreja cristã.

Dali ele pretendia seguir até a Espanha e esperava que os cristãos de Roma o ajudassem naquela viagem (15.22-24).

Paulo queria que eles ficassem sabendo como é que ele entendia a mensagem a respeito de Jesus Cristo.

Na Carta aos Romanos aparece a mais completa e ordenada apresentação da mensagem de Paulo.

Depois de saudar os leitores e falar do seu grande desejo de conhecê-los pessoalmente, Paulo anuncia a doutrina básica: o Evangelho é o poder de Deus para a salvação de todos os que o aceitam, pois "o Evangelho mostra que Deus nos aceita por meio da fé, do começo ao fim" (1.16-17).

Na primeira parte da sua carta (1.18-11.36), Paulo mostra que todos, judeus e não judeus, precisam da salvação, pois todos pecaram e estão afastados de Deus.

Depois Paulo mostra como Deus, por causa do seu grande amor, salva as pessoas que crêem em Jesus Cristo.

Essas pessoas, libertadas do poder do pecado, agora têm uma vida nova, uma vida de paz com Deus e com os seus semelhantes.

Numa das mais bonitas passagens escritas por Paulo (cap.8), ele descreve como é a vida que é governada pelo Espírito Santo, e como é forte o amor de Deus, amor que é nosso por meio de Jesus Cristo, o nosso Senhor.

Depois Paulo procura explicar a parte que cabe aos judeus e aos não-judeus no plano divino de salvação da humanidade.

Na segunda parte da carta, Paulo mostra como os cristãos devem tratar uns aos outros e quais são os seus deveres para com as autoridades.

A carta termina com uma série de saudações pessoais e uma oração de louvor a Deus.



ESBOÇO:

Introdução - 1.1-17
A humanidade precisa de salvação - 1.18 - 3.20
Como Deus salva as pessoas - 3.21 - 4.25
A nova vida em união com Cristo - caps. 5-8
O povo de Israel no plano de Deus - caps. 9-11
A vida cristã - 12.1 - 15.13
Palavras finais e saudações - 15.14 - 16.27

SBB/NTLH



sábado, 11 de julho de 2015

ATOS - o 5º livro do NOVO Testamento, Atos dos apóstolos



ATOS dos apóstolos é o 5º livro do NOVO Testamento
e conta como o evangelho foi anunciado durante mais ou menos trinta anos, começando em Jerusalém e continuando até a chegada do apóstolo Paulo a Roma, a capital do Império Romano.
-------------------------
Atos dos Apóstolos é o livro que continua a história de Jesus e da Boa-Notícia do Evangelho, história esta que começa no Evangelho de Lucas.

O autor conta como a mensagem de Cristo foi anunciada "em Jerusalém, em toda a região da Judéia e Samaria e até nos lugares mais distantes do mundo" (1.8).

Começando na terra dos judeus, o evangelho chega até Roma, a capital do império romano, tornando-se uma religião para o mundo inteiro, pois Jesus Cristo é o Salvador e Senhor de todos.

Neste livro destacam-se duas pessoas: os apóstolos Pedro e Paulo:

Pedro dirige o trabalho cristão em Jerusalém e na Samaria (1.12 8.25) e também em Lida, Jope e Cesaréia (9.32 - 11.18).

Do capítulo 13 em diante o livro fala especialmente de Paulo e das suas muitas viagens pelo império romano.

Outros líderes são:
__ Estevão, o primeiro mártir cristão;
__ Filipe, que anunciou a Boa-Notícia ao oficial etíope;
__ Barnabé, Timóteo e Silas, companheiros de Paulo; e
__ Lídia, da cidade de Filipos.

Mas o papel principal é do Espírito Santo, pois é Ele quem guia e fortalece os seguidores de Cristo nos trabalhos das igrejas e no serviço de anunciar a Boa-Notícia do Evangelho pelo mundo inteiro.

ESBOÇO:
O começo da Igreja cristã - 1.1-2.42
1. a última aparição de Jesus e a Sua ascensão - 1.1-11
2. a escolha do substituto de Judas - 1.12-26
3. a vinda do Espírito Santo - 2.1-42

O evangelho anunciado em Jerusalém - 2.43-8.3
O evangelho anunciado no resto do país e na Síria - 8.4 - 12.25

O trabalho missionário de Paulo - caps. 13-28
1. a primeira viagem missionária - caps. 13-14
2. a reunião em Jerusalém - 15.1-35
3. a segunda viagem missionária - 15.36 - 18.22
4. a terceira viagem missionária - 18.23 - 21.16
5. Paulo prisioneiro em Jerusalém, Cesaréia e Roma - 21.17 - 28.31

SBB/NTLH

                                                               Bíblia Sagrada e seus livros
                                        

quinta-feira, 9 de julho de 2015

JOÃO - o 4º livro do NOVO Testamento

O Evangelho de JOÃO é o 4º livro do NOVO Testamento
e o último dos quatro livros dos EVANGELHOS, os quais falam a respeito de Jesus Cristo, dos seus ensinamentos e milagres, e da sua morte, ressurreição e ascensão para o céu.
--------------------------
O Evangelho de João é diferente dos outros.

Neste Evangelho Jesus é apresentado como a Palavra de Deus, o Verbo divino, que existiu desde a eternidade com Deus e que se fez um ser humano, mostrando assim o amor e a verdade de Deus.

O autor diz que o propósito deste Evangelho é fazer que os leitores creiam que Jesus é o Messias, o Filho de Deus, e que, por meio desta fé, tenham vida (20.31).

Na primeira parte do livro, o autor trata principalmente dos milagres que Jesus fez.
Esses milagres são sinais, isto é, eles mostram quem Jesus é e a razão por que Ele veio ao mundo.

O maior desses milagres é a ressurreição de Lázaro, pela qual Jesus mostra que Ele é a ressurreição e a vida. Outros milagres demonstram que Jesus é o pão da vida, é a luz do mundo, é aquele que dá vida às pessoas e provam que Ele recebeu autoridade de Deus para julgar todos os seres humanos.

A segunda parte deste Evangelho fala da ligação que existe entre Jesus e os seus seguidores.

Fala também dos ensinamentos que Ele lhes deu e da promessa de que, depois que Ele fosse embora, viria o Espírito Santo para ensinar-lhes toda a verdade a respeito de Jesus.

Esboço:
Introdução - 1.1-18
João Batista e os primeiros discípulos de Jesus - 1.19-51
O trabalho de Jesus na Galiléia e na Judéia - caps.2-12
A última semana de Jesus em Jerusalém - caps.13-19
A ressurreição e as aparições de Jesus - caps.20-21

SBB/NTLH
 
                              BÍBLIA SAGRADA e seus livros

terça-feira, 7 de julho de 2015

LUCAS - o 3º livro do NOVO Testamento


O Evangelho de LUCAS é o 3º livro do NOVO Testamento
e o 3º dos quatro livros dos EVANGELHOS, os quais falam a respeito de Jesus Cristo, dos seus ensinamentos e milagres, e da sua morte, ressurreição e ascensão para o céu
------------------------------
O Evangelho de Lucas apresenta Jesus não somente como o Messias prometido por Deus ao povo de Israel, mas também como o Salvador de toda a humanidade. Por isso a lista dos antepassados de Jesus vai até Adão, "filho de Deus" (3.23-38).

Logo no começo o autor diz por que motivo escreveu "a história das coisas que aconteceram entre nós"(1.1-4). Por essa razão ele dá importância ao nascimento e infância não só de Jesus como também de João Batista, aquele que veio antes de Jesus para anunciar a sua chegada.

Seguindo a mesma ordem em que os fatos aparecem no Evangelho de Marcos, o autor conta o trabalho de João Batista e o batismo e a tentação de Jesus.

Em seguida, vem o trabalho de Jesus na Galiléia, onde Ele ensina multidões, faz milagres, cura doentes e expulsa demônios.


Este Evangelho salienta o amor de Jesus pelos pobres e oprimidos, a gente humilde e desprezada.


Na casa de oração de Nazaré, no começo do seu trabalho na Galiléia, Jesus lê o texto de Isaías 61.1-2, que fala do Servo que Deus enviou para cuidar dos pobres, dos presos, dos cegos, dos maltratados.

Por isso neste Evangelho aparecem os samaritanos, que eram desprezados pelos judeus; aparecem também cobradores de impostos, mulheres, crianças, viúvas, prostitutas.

Aqui se encontram também algumas comparações feitas por Jesus que não aparecem nos outros Evangelhos, como, por exemplo, a do filho perdido, a do bom samaritano, a do rico tolo, a do rico e Lázaro.

E há belas canções e orações de louvor, como as de Maria (1.46-55), de Zacarias (1.67-79) e de Simeão (2.28-32), que enfeitam este Evangelho e lhe dão uma beleza fora do comum.

O Evangelho de Lucas começa no Templo de Jerusalém, onde o anjo de Deus anuncia ao sacerdote Zacarias que ele e Isabel, a sua mulher, vão ter um filho (1.5-22), e termina também no Templo, onde os seguidores de Jesus passam o tempo louvando a Deus (24.53).


ESBOÇO:

Apresentação - 1.1-4
Nascimento e infância de João Batista e de Jesus - 1.5 - 2.52
O trabalho de João Batista - 3.1-20
O batismo e a tentação de Jesus - 3.21 - 4.13
O trabalho de Jesus na Galiléia - 4.14 - 9.50
Da Galiléia até Jerusalém - 9.51 - 19.27
A última semana de Jesus em Jerusalém - 19.28 - 23.56
A ressurreição, as aparições e a ascensão de Jesus - cap. 24

SBB/NTLH

                                                     Bíblia Sagrada e seus livros

domingo, 5 de julho de 2015

MARCOS - o 2º livro do NOVO Testamento



o Evangelho de MARCOS é o 2º livro do NOVO Testamento
e o 2º dos quatro livros dos EVANGELHOS, os quais falam a respeito de Jesus Cristo, dos seus ensinamentos e milagres, e da sua morte, ressurreição e ascensão para o céu
----------------------------------
O Evangelho de Marcos, considerado o mais antigo de todos os Evangelhos, dá a Boa-Notícia a respeito de Jesus Cristo, fazendo notar principalmente a sua atividade constante e a sua autoridade.

Jesus vai de um lugar para outro, anunciando a vinda do Reino de Deus, ensinando multidões, fazendo milagres e curando doentes.

Para ajudá-lo, Ele escolhe doze homens, em quem põe o nome de "apóstolos".

Estes acompanham Jesus por toda parte, aprendem o mistério do Reino de Deus e depois saem para anunciar a mensagem da salvação e curar pessoas.

A autoridade de Jesus vem de Deus.

Ele é o Filho do Homem, aquele que Deus escolheu e enviou para ser o Salvador de todos (10.45).
Portanto, Ele tem autoridade para expulsar demônios, curar doentes e perdoar pecados.

Este Evangelho começa com o batismo de Jesus no rio Jordão por João Batista (1.9-11) e termina com a ressurreição de Jesus (16.1 8).

O trecho 16.9-20, que aparece entre colchetes, não faz parte do texto original grego.

ESBOÇO:
O começo da Boa Notícia a respeito de Jesus Cristo - 1.1-13
O trabalho de Jesus na Galiléia - 1.14 - 9.50
Da Galiléia até Jerusalém - cap. 10
A última semana de Jesus em Jerusalém - caps. 11-15
A ressurreição de Jesus - 16.1-8
As aparições e a ascensão de Jesus - 16.9-20

SBB/NTLH


sábado, 4 de julho de 2015

Vídeos - Bíblia Sagrada e seus livros - 1ª e 2ª parte - livros do AT e NT

1ª parte - os livros do ANTIGO Testamento







e a 2ª parte - os livros do NOVO Testamento

MATEUS - o 1º livro do NOVO Testamento



o Evangelho de MATEUS é o 1º livro do NOVO Testamento
e o 1º dos quatro livros dos Evangelhos, os quais falam a respeito de Jesus Cristo, dos seus ensinamentos e milagres, e da sua morte, ressurreição e ascensão para o céu.
---------------------------------
O Evangelho de Mateus apresenta Jesus como o Messias, o Salvador que Deus havia prometido enviar ao mundo.

O Evangelho começa com a lista dos antepassados de Jesus, ligando-O assim à história do povo de Deus.

Jesus é aquele em quem se cumprem as promessas feitas ao rei Davi e a Abraão, o pai do povo escolhido.

Em seguida o autor conta a história do nascimento de Jesus, citando, passo a passo, textos do Antigo Testamento a fim de provar que Jesus é de fato o Messias que Deus enviou (1.23; 2.5-6; 2.15; 2.17-18; 2.23).

Neste Evangelho os fatos da vida de Jesus aparecem na mesma ordem seguida no Evangelho de Marcos.

Depois de ser batizado no rio Jordão por João Batista, Jesus é tentado no deserto e em seguida vai para a Galiléia, onde ensina multidões, cura doentes e expulsa demônios.

Mateus dá muita importância aos ensinamentos de Jesus e os junta em cinco grandes discursos:

(1) O sermão do monte, em que Jesus fala a respeito do caráter, dos deveres, dos privilégios e do destino daqueles que pertencem ao Reino do céu (caps. 5-7);

(2) instruções dadas aos doze apóstolos para a sua missão de anunciar a vinda do Reino do céu e de curar os doentes (cap.10);

(3) os segredos do Reino do céu, apresentados em forma de comparações (cap.13)

(4) ensinamentos a respeito da Igreja, a nova comunidade composta dos seguidores de Jesus (cap.18);

(5) ensinamentos sobre o fim do mundo e a vinda do Reino do céu (caps. 24-25).

ESBOÇO:
Os antepassados de Jesus e o seu nascimento - caps. 1-2
O trabalho de João Batista - cap. 3.1-12
O batismo e a tentação de Jesus - cap. 3.13 - 4.11
O trabalho de Jesus na Galiléia - cap. 4.12 - 18.35
Da Galiléia até Jerusalém - caps. 19-20
A última semana de Jesus em Jerusalém - caps. 21-27
A ressurreição de Jesus e as suas aparições - cap. 28

SBB/NTLH 


NOVO TESTAMENTO: aceitar ou rejeitar a Boa-Notícia da salvação


Postagens visualizadas nos últimos 30 dias