domingo, 28 de junho de 2015

MALAQUIAS - o 39° livro do Antigo Testamento


o livro de MALAQUIAS é o 39° livro do Antigo Testamento e o 17°, o último dos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo
--------------------------
Entre os anos 500 e 450 antes de Cristo, o profeta Malaquias anunciou as mensagens de Deus ao povo de Judá, depois de haver sido reconstruído o Templo de Jerusalém.

O povo não estava obedecendo às leis de Deus, e era necessário que eles abandonassem os seus pecados e as suas maldades.

Malaquias também falou contra os sacerdotes, pois eles não estavam cumprindo o seu dever de apresentar sacrifícios e ofertas que agradassem a Deus.

Malaquias anunciou que o Deus Eterno viria purificar o seu povo, mas antes daquele dia enviaria o seu mensageiro para preparar o
caminho.

Aqueles que se arrependessem e voltassem para Deus seriam novamente o seu povo.

ESBOÇO:
Os pecados do povo e dos sacerdotes.....1.1-2.16
O Deus que castiga e que salva................2.17-4.6

sbb/ntlh



quarta-feira, 24 de junho de 2015

ZACARIAS - o 38° livro do Antigo Testamento


o livro de ZACARIAS é o 38° livro do Antigo Testamento
e o 16° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo
--------------------------
O livro de Zacarias se divide em duas partes:

1- os capítulos 1-8 dão as mensagens de Zacarias, um profeta que estava entre os israelitas que voltaram para Jerusalém do cativeiro na Babilônia.


Zacarias foi companheiro do profeta Ageu.
As mensagens do profeta, anunciadas entre 520 e 518 antes de Cristo, são uma série de visões que tratam da reconstrução de Jerusalém e do Templo, do perdão dos pecados do povo e do futuro, quando o Messias viria.

2- Os capítulos 9-14 são uma coleção de mensagens a respeito do Messias e do juízo final.


O versículo 9.9 é citado em Mateus 21.5 e João 12.15, passagens que falam da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém.


ESBOÇO:

Mensagens de condenação e de esperança.........caps. 1-8
O castigo das nações vizinhas..............................9.1-8
Prosperidade e paz no futuro...............................9.9-14.2


SBB/NTLH


                                                          




 assista a 1ª PARTE "Bíblia Sagrada e seus livros - AT   


segunda-feira, 22 de junho de 2015

AGEU - o 37° livro do Antigo Testamento


o livro de AGEU é o 37° livro do Antigo Testamento
e o 15° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo
------------------------
No ano 538 antes de Cristo os israelitas começaram a voltar da Babilônia, onde tinham vivido como prisioneiros.

Eles construíram as suas casas em Jerusalém, porém não deram atenção ao Templo, que estava destruído.

No ano 520 antes de Cristo, o profeta Ageu anunciou algumas mensagens de Deus, ordenando ao povo que construísse de novo o Templo.

Os israelitas deviam voltar para Deus, e assim Deus os abençoaria, e eles viveriam em paz e prosperidade.

Ageu foi companheiro do profeta Zacarias.

ESBOÇO:
A ordem para construir de novo o Templo...............cap 1
Mensagens de consolo e de condenação, e
promessas de bençãos...............................................cap 2

sbb/ntlh


                                                     BÍBLIA SAGRADA e seus livros



domingo, 21 de junho de 2015

SOFONIAS - o 36° livro do Antigo Testamento


o livro de SOFONIAS é o 36° livro do Antigo Testamento
e o 14° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo
------------------------
Sofonias viveu na mesma época em que viveram os profetas Naum e Habacuque.

A sua mensagem parece ter sido anunciada antes da reforma religiosa feita por Josias, rei de Judá, no ano 621 antes de Cristo.

O profeta fala do dia do Deus Eterno, em que Ele vai castigar o povo de Judá e os moradores de Jerusalém. Porém Ele castigará também os outros povos, e as cidades dos filisteus serão destruídas.

Mas a cidade de Jerusalém, depois de ser castigada, receberá de novo a graça e as bençãos de Deus.

ESBOÇO:

O dia do juízo de Deus ..........................1.1-2.3
O castigo das nações vizinhas...............2.4-15
O castigo e a salvação de Jerusalém.....cap.3

sbb/ntlh



sexta-feira, 19 de junho de 2015

HABACUQUE - o 35° livro do Antigo Testamento


o livro de HABACUQUE é o 35° livro do Antigo Testamento
e o 13° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.
-----------------------------
O profeta Habacuque viveu na mesma época em que viveram os profetas Naum e Sofonias.

Foi nesse tempo, no ano 612 antes de Cristo, que os babilônios derrotaram os assírios e se tornaram o império mais poderoso do mundo.

O profeta vê o perigo que o seu povo corre e não entende como é que Deus pode tolerar os babilônios, um povo mau e cruel.

Deus responde que virá o tempo em que ele castigará os inimigos do povo de Israel, e que o profeta espere com paciênca, confiando na justiça divina.

Os maus serão castigados, e aqueles que são fiéis a Deus viverão.
O livro termina com uma oração, em forma de salmo, em que Habacuque louva a grandeza de Deus e ao mesmo tempo mostra a sua fé Nele.

Esboço:
As queixas de Habacuque e as respostas de Deus...1.1-2.4
Os babilônios serão castigados ..................................2.5-20
Oração de louvor a Deus............................................cap. 3


sbb/ntlh


______________


o clamor de Habacuque
O profeta Habacuque foi contemporâneo de Jeremias e viveu numa época de crescente deterioração moral e espiritual em Judá (o reino do sul).

Ele sabia que o juízo de Deus se aproximava e viria por meio da invasão babilônica, ocorrida em 586 antes de Cristo. Ele não se conformava com a iniqüidade do seu povo nem com o avanço de Nabucodonosor.

É nesse contexto que aparece o famoso clamor de Habacuque: “Senhor, ouvi falar da tua fama; tremo diante dos teus atos, Senhor. Realiza de novo, em nossa época, as mesmas obras, faze-as conhecidas em nosso tempo; em tua ira, lembra-te da misericórdia”
(Hc 3.2).


Lembrando-se dos atos portentosos de Deus na história da nação, principalmente, quem sabe, do êxodo do povo de Israel do Egito, o profeta roga ao Senhor que faça novamente as mesmas obras realizadas no passado.

É por essa razão que os crentes costumam usar a oração de Habacuque para clamar a Deus por um avivamento na igreja.

Outras versões das Escrituras ajudam a compreender melhor o clamor de Habacuque:

“Edição Revista e Atualizada” 
“Aviva a tua obra, ó Senhor, no decorrer dos anos, e, no decurso dos anos, faze-a conhecida”.
“Nova Tradução na Linguagem de Hoje” 
“Faze agora, em nosso tempo, as coisas maravilhosas que fizeste no passado, para que nós também as vejamos”.
“Bíblia Hebraica” 
“Ó Eterno, mantém sempre viva tua obra [Israel] ao longo dos anos [de exílio]. No correr do tempo torna-a reconhecida”.
“Na Edição Pastoral”
 
“Ao correr dos anos faze-as [as tuas obras] reviver; manifesta-as no curso dos anos”. (Outras três traduções usam o mesmo verbo ‘reviver’.)
“Bíblia do Peregrino” 
“No meio dos anos realiza a tua ação! No meio dos anos, manifesta-a”.


...


Habacuque ao orar a Deus profetiza acerca de Cristo, a flecha da aljava de Deus.
Porém, quando Deus tira a descoberto o seu arco, verifica-se que está farta a aljava de flechas (muitos filhos de Deus) "Tiras a descoberto o teu arco, e farta está a tua aljava de flechas" (3.9) 
fonte - (bibliacomentada)



terça-feira, 16 de junho de 2015

NAUM - o 34º livro do Antigo Testamento


o livro de NAUM é o 34° livro do Antigo Testamento
e o 12° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.
---------------------
O profeta Naum viveu na mesma época em que viveram os profetas Habacuque e Sofonias.
O livro de Naum é uma poesia sobre a queda de Nínive, a capital da Assíria.

Durante cento e cinquenta anos a Assíria havia dominado os países do Oriente Médio, mas no ano 612 antes de Cristo, os babilônios conquistaram Nínive.

O profeta Naum vê a queda de Nínive como o castigo que Deus manda sobre um povo perseguidor e cruel.

A linguagem do profeta é brilhante, e por meio de várias figuras ele descreve a queda da grande e poderosa capital da Assíria.

ESBOÇO:

O julgamento de Deus contra Nínive....cap.1
A queda de Nínive................................caps.2-3

SBB/NLTH



sexta-feira, 12 de junho de 2015

MIQUÉIAS - o 33º livro do Antigo Testamento


o livro de MIQUÉIAS é o 33° livro do Antigo Testamento
e o 11° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.
-------------------------
Miquéias, um dos grandes profetas do oitavo século antes de Cristo, viveu no tempo de Isaías.

Natural de uma pequena cidade de Judá, o Reino do Sul, ele viu que Judá corria o perigo de sofrer o mesmo castigo que Israel, o Reino do Norte, havia sofrido.

Miquéias fala contra os pecados do povo de Judá e de Israel.

Mas ele também fala da bondade de Deus: o Deus que castiga o seu povo é o Deus que perdoa.

Algumas das passagens notáveis deste livro são:

o domínio universal da paz (4.1-4),

o futuro rei que ia nascer em Belém e que traria paz ao povo de Deus (5.2-4)


► e a definição clara e resumida daquilo que Deus exige do seu povo: "O que Ele quer é que façamos o que é direito, que amemos uns aos outros com dedicação e que vivamos em humilde obediência ao nosso Deus" (6.8)


Esboço:

O julgamento de Israel e de Judá - caps.1-3
Salvação e paz - caps 4-5
Mensagens de condenação e de esperança - caps. 6-7

sbb/ntlh


sábado, 6 de junho de 2015

JONAS - o 32º livro do Antigo Testamento



o livro de JONAS é o 32° livro do Antigo Testamento
e o 10° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.
-----------------------
No livro de Jonas conta-se a história de um profeta desobediente e sem compaixão.

Deus mandou que ele fosse pregar em Nínive, a capital do grande império da Assíria, nação inimiga mortal do povo de Israel.

Mas Jonas não foi anunciar a mensagem de Deus naquela cidade.

Ele sabia que os seus moradores poderiam se arrepender dos seus pecados, e assim Deus não cumpriria a promessa de destruir a cidade.

Jonas desobedeceu, foi castigado e, finalmente, acabou obedecendo.

E ficou profundamente desapontado quando viu que as suas ameaças de destruição não se cumpriram.

Este livro mostra que Deus domina o mundo inteiro: o céu, o mar, a terra, os animais, os seres humanos.

Ele é também Deus de amor e compaixão, sempre pronto a perdoar e a salvar tanto as pessoas que fazem parte do povo de Israel como as que são de outras nações.

ESBOÇO:
Jonas foge de Deus........ cap.1
A oração de Jonas.......... cap.2
Jonas em Nínive............. cap.3
A raiva de Jonas e a misericórdia de Deus...cap.4

sbb/nlth





sexta-feira, 5 de junho de 2015

OBADIAS - 31º livro do Antigo Testamento



o livro de OBADIAS é o 31° livro do Antigo Testamento
e o 9° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.

Jerusalém foi conquistada pelos babilônios no ano de 586 antes de Cristo.

Os edomitas, povo que morava no país de Edom, ao sul de Judá, não somente se alegraram com a derrota dos israelitas mas também ajudaram o inimigo e aproveitaram a oportunidade para roubar e levar consigo os bens dos moradores de Jerusalém.

O profeta Obadias denunciou o pecado dos edomitas e anunciou que seriam castigados e derrotados, junto com os outros povos que eram inimigos do povo de Deus. 

E Israel voltaria a ser próspero e poderoso novamente.


ESBOÇO
O castigo de Edom.......vs. 1-14
O dia do Deus Eterno...vs.15-21

SBB/NTLH

.
.
.



Obadias (Ob)
Autor: Obadias
Data: Após 586 aC

Autor
O profeta, é conhecido somente como Obadias, “Servo/adorador de Jeová”. Nenhuma outra informação está disponível a respeito dele.

fonte: Bíblia Plenitude/Vivos!




.
.
.




O versículo 21 do Livro de Obadias contém uma prefiguração de Cristo e Sua Igreja: "Salvadores hão de subir ao monte Sião, para julgarem o monte de Esaú; e o reino será do SENHOR." 

Estes "salvadores" são os apóstolos de Cristo, ministros da Palavra, e especialmente os pregadores do Evangelho nestes últimos dias. Eles são chamados de "salvadores" não por obterem a nossa salvação, mas por pregarem a salvação através do Evangelho de Cristo e por nos mostrarem o caminho para obter essa salvação. 

Eles, e a Palavra pregada por eles, são os meios pelos quais a boa notícia da salvação é entregue a todos os homens. Enquanto Cristo é o único Salvador que veio pagar pela salvação, e é dela o seu autor, os salvadores e libertadores do Evangelho vão estar cada vez mais evidentes na medida em que o final dos tempos se aproxima.

Aplicação Prática:
Deus vai agir em nosso favor se permanecermos fiéis a Ele. Ao contrário de Edom, devemos estar dispostos a ajudar outras pessoas em momentos de necessidade. Orgulho é pecado. Devemos nos orgulhar apenas em Jesus Cristo e no que Ele fez por nós... e em nada mais.

                                                     fonte: gotquestions


AMÓS - o 30º livro do Antigo Testamento






 
o livro de AMÓS é o 30° livro do Antigo Testamento
e o 8° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.

Amós era pastor de ovelhas em Tecoa, pequena cidade de Judá, o Reino do Sul, mas foi chamado por Deus para anunciar a sua mensagem em Israel, o Reino do Norte.

Isso foi lá pelo ano 750 antes de Cristo durante o reinado próspero de Jeroboão II.

A situação de Israel era muito boa, mas havia pecado também.

Em nome de Deus, Amós denuncia a injustiça, a corrupção e a opressão que reinavam no país.
O povo não era sincero na prática da religião, e por toda parte havia injustiça e desonestidade.

O profeta apela ao povo para que se arrependa, e que todos voltem para Deus, fazendo o que é bom e odiando o que é mau.

Por meio de visões, Deus revela a Amós que castigará o seu povo, mas não o destruirá.

Em tempos futuros Deus fará que a nação volte a gozar da paz e da prosperidade que tinha quando Davi era rei do povo de Deus.

Esboço
O castigo das nações vizinhas...1.1 - 2.5
O castigo de Israel.....................2.6 - 6.14
As visões de Amós.....................7.1 - 9.15

SBB/NLTH

Postagens visualizadas nos últimos 30 dias