sábado, 30 de maio de 2015

JOEL - 29° livro do Antigo Testamento

o livro de JOEL é o 29° livro do Antigo Testamento
e o 7° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.

O ponto de partida da mensagem do profeta Joel é a terrível praga de gafanhotos e a seca que arrasaram a terra de Judá.

Para o profeta, essas desgraças são sinais do dia em que Deus julgará os povos de todas as nações e castigará os pecadores.

O profeta apela aos israelitas para que se arrependam e voltem para Deus, que assim os abençoará e lhes dará de novo tudo o que os gafanhotos e a seca destruíram

Mais uma vez o povo será próspero e feliz, e em Jerusalém o Deus Eterno habitará com eles.

Não há no livro de Joel nenhuma indicação do tempo em que o profeta anunciou a sua mensagem.
Pensa-se que o livro foi escrito entre 450 e 350 antes de Cristo, durante o tempo em que a Pérsia dominava Israel.

A promessa de Deus de que enviaria o seu Espírito sobre todo o seu povo (2.28-32) é citada pelo apóstolo Pedro no dia de Pentecostes (Atos 2.17-21). Naquele dia o Espírito Santo desceu sobre os seguidores de Jesus reunidos em Jerusalém.

ESBOÇO:
A praga de gafanhotos e a seca - 1.1 - 2.17
Deus promete abençoar novamente a terra - 2.18-27
O dia do Deus Eterno - 2.28 - 3.21

SBB/NTLH



quarta-feira, 20 de maio de 2015

OSÉIAS - o 28° livro do Antigo Testamento


o livro de OSÉIAS é o 28° livro do Antigo Testamento
e o 6° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.


O profeta Oséias anunciou a mensagem de Deus ao povo de Israel, o Reino do Norte, depois do tempo do profeta Amós e antes da conquista da cidade de Samaria pelos assírios em 721 antes de Cristo.

Oséias avisa aos israelitas que Deus vai castigá-los por estarem adorando ídolos.
Mas Deus não os abandonará e estará sempre pronto para salvá-los.

A experiência dolorosa do profeta com a sua esposa levou-o a descrever a relação entre Deus e o povo de Israel como a de um marido fiel e a sua mulher infiel.

Israel foi infiel a Deus quando começou a adorar os ídolos, os deuses falsos. Deus está irado e castigará Israel. Mas o amor de Deus não tem fim, e Ele não pode rejeitar seu povo.

Deus diz:

"Israel, como poderia eu abandoná-lo?
Como poderia desampará-lo?...
O meu coração está comovido, e tenho
muita compaixão de você"(11.8)


ESBOÇO:

Oséias, a sua esposa e os seus filhos - caps. 1-3
Mensagens contra Israel - caps. 4-13
Apelo ao arrependimento e promessa de salvação - cap. 14 

sbb/ntlh




terça-feira, 19 de maio de 2015

DANIEL - o 27° livro do Antigo Testamento


o livro de DANIEL é o 27° livro do Antigo Testamento
e o 5° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.

O livro de Daniel foi escrito em tempos de perseguição e sofrimento para o povo judaico.

Por meio de histórias e de visões, o autor procura explicar ao povo por que eles estão sendo perseguidos e também os anima a continuarem fiéis a Deus.

Chegará o tempo em que Deus acabará com o domínio dos pagãos e mais uma vez Israel será uma nação livre e independente.


O livro se divide em duas partes:

1) Histórias a respeito de Daniel e de alguns dos seus patrícios, que estão vivendo na Babilônia, para onde foram levados como prisioneiros. Eles continuam firmes na sua fé em Deus, obedecem às suas leis, e por isso Ele os salva do sofrimento e da morte.


2) As visões de Daniel, que tratam de vários impérios que aparecem e depois desaparecem.
Essas visões deixam bem claro que os perseguidores serão derrotados e que a vitória final será do povo judaico.




ESBOÇO:
História de Daniel e de seus companheiros - caps. 1-6
As visões de Daniel - caps.7-11
► 1- Os quatro monstros - cap. 7
► 2- O carneiro e o bode - caps. 8-9
► 3- O mensageiro do céu - caps. 10-11
O tempo do fim - cap. 12

sbb/ntlh


EZEQUIEL - o 26° livro do Antigo Testamento


o livro de EZEQUIEL é o 26° livro do Antigo Testamento
e o 4° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.

No tempo do profeta Ezequiel, no ano 586 antes de Cristo, a cidade de Jerusalém foi tomada pelos babilônios.

O profeta viveu na Babilônia, para onde os israelitas tinham sido levados como prisioneiros.

Ezequiel pregou mensagens de Deus dirigidas ao povo que estava ali na Babilônia e também aos moradores de Jerusalém.
Deus falou a Ezequiel por meio de visões.

O profeta falou ao povo a respeito dessas visões e também anunciou mensagens de Deus por meio de ações simbólicas.

Ele ensinou que cada um é responsável pelos seus próprios pecados e que todos devem se renovar no seu íntimo, no coração.

Ele também esperava que a própria nação de Israel começasse a viver uma vida nova na presença de Deus.

Sendo ao mesmo tempo sacerdote e profeta, Ezequiel mostrou interesse pelo Templo de Jerusalém e também ensinou que Deus exige que os seus adoradores vivam uma vida de santidade.


ESBOÇO:
Chamada de Ezequiel - caps. 1-3
Castigo de Jerusalém - caps. 4-24
Condenação da nações - caps. 25-32
Promessas de Deus ao seu povo - caps. 33-37
Condenação de Gogue - caps. 38-39
O futuro Templo e a futura terra de Israel - caps. 40-48

sbb/ntlh


                        Chamada de Ezequiel: __________Ezequiel 3:16-17 __________





segunda-feira, 18 de maio de 2015

LAMENTAÇÕES (de Jeremias) - o 25° livro do Antigo Testamento

o livro de LAMENTAÇÕES (de Jeremias) é o 25° livro do Antigo Testamento
e o 3° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.

LAMENTAÇÕES de Jeremias é uma coleção de cinco poemas nos quais se chora a destruição da cidade de Jerusalém no ano de 586 antes de Cristo.

O país havia sido arrasado, e o povo havia sido levado como prisioneiro.

Embora neste livro se fale muito de coisas tristes, não deixa de haver nele uma nota de confiança em Deus e de esperança no futuro.

Esses poemas são recitados pelos judeus, com jejum e orações, para lembrar todos os anos a destruição de Jerusalém.

ESBOÇO:
As tristezas de Jerusalém - cap.1
Deus castiga Jerusalém - cap.2
Castigo, arrependimento e esperança - cap.3
Jersusalém arrasada - cap.4
Oração pedindo misericórdia - cap.5

sbb/ntlh






JEREMIAS - o 24° livro do Antigo Testamento


o livro de JEREMIAS é o 24° livro do Antigo Testamento e o 2° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.



O profeta Jeremias, que era de uma família de sacerdotes, começou a anunciar mensagens de Deus no ano 627 antes de Cristo e morreu por volta de 580, provavelmente no Egito.

Ele anunciou que Deus ia fazer cair uma terrível desgraça sobre os israelitas como castigo pelos seus pecados.

Jeremias ainda vivia quando as suas profecias se cumpriram.

Ele estava presente quando o rei Nabucodonosor destruiu a cidade de Jerusalém, incendiou o Templo e levou como prisioneiros para a Babilônia o rei de Judá e grande parte do povo.

Mas Jeremias disse que um dia os israelitas iam voltar e que seriam de novo uma nação.

Jeremias amava profundamente o seu povo.



Não era por prazer mas por obrigação que ele anunciava que Deus ia castigar os israelitas.
Mas a palavra de Deus era como um fogo no seu coração, e ele não podia ficar calado (20.9).

Por outro lado, as autoridades e o povo não recebiam bem as mensagens de Jeremias.

Ele foi rejeitado, perseguido e preso.



O livro de Jeremias fala de um tempo, no futuro, em que Deus faria um novo acordo com o seu povo.
Esse acordo seria cumprido de livre e espontânea vontade, pois a lei de Deus estaria gravada no coração das pessoas (31.31-34).


ESBOÇO:
A chamada de Jeremias - cap.1
Mensagens dos tempos de vários reis - caps. 2-25
Episódios da vida de Jeremias - caps. 26-45
Mensagens contra as nações - caps. 46-51
A tomada de Jerusalém - cap.52

sbb/ntlh



quarta-feira, 13 de maio de 2015

ISAÍAS - o 23° livro do Antigo Testamento


o livro de ISAÍAS é o 23° livro do Antigo Testamento e
o 1° dos últimos dezessete livros do AT chamados de 'livros dos profetas' que contêm as mensagens de Deus anunciadas ao povo.

Isaías, um dos maiores profetas do Antigo Testamento, anunciou as suas mensagens ao povo do Reino de Judá e aos moradores da cidade de Jerusalém entre 742 e 687 antes de Cristo.


Os temas principais das mensagens do profeta são o Poder do Deus de Israel sobre todas as coisas e a sua santidade perfeita.


O livro de Isaías pode ser dividido em três partes:



1) Os capítulos 1-39 falam do tempo em que Judá, o Reino do Sul, está sendo ameaçado pela Assíria.


O profeta insiste em que os maiores perigos que a nação corre e que podem levá-la ao desastre são o pecado, a desobediência e a falta de fé em Deus.

Com palavras e por meio de atos simbólicos, o profeta faz um apelo ao povo e às autoridades do país para que vivam uma vida de honestidade e justiça

Isaías anuncia a futura vinda de um descendente de Davi, que será o rei ideal, e fala de uma época de paz e prosperidade para o mundo inteiro.



2) Os capítulos 40-55 falam de um povo que tem sofrido a desgraça e que está fora do seu país, humilhado, explorado e sem esperança.


É nessas condições que o profeta anuncia a libertação dos israelitas, garantindo que Deus os trará de volta do cativeiro para que possam começar uma vida nova na terra de Israel.

Assim Deus se mostra o Deus da História, aquele que tem um plano para o seu povo, o qual terá a missão de ser uma bênção para todas as nações da terra.

As passagens a respeito do "Servo do Deus Eterno" estão entre as mais conhecidas do Antigo Testamento.



3) Os capítulos 56-66 trazem, na sua maior parte, conselhos para aqueles que já haviam voltado do cativeiro para Jerusalém.


Deus aconselha que eles vivam uma vida de honestidade e de justiça e insiste em que respeitem o sábado, que dediquem à oração e que lhe apresentem os sacrifícios que ele exige.

Os versículos um e dois do capítulo sessenta e um, foram usados por Jesus, no princípio do seu ministério, para anunciar a sua missão no mundo (ver Lucas 4.16-21)



ESBOÇO:

Avisos e promessas - caps. 1-12
O castigo das nações - caps. 13-23
Deus julga o mundo - caps. 24-27
Mais avisos e promessas - caps. 28-35
O rei Ezequias, de Judá, e os assírios - caps. 36-39
Mensagens de promessas e de esperança - caps. 40-55
Avisos e promessas - caps. 56-66

SBB/NTLH



com


sexta-feira, 8 de maio de 2015

CÂNTICO DOS CÂNTICOS de Salomão - o 22° livro do Antigo Testamento


o livro CÂNTICO DOS CÂNTICOS de Salomão
é o 22° livro do Antigo Testamento e o 5° dos cinco livros chamados de livros "POÉTICOS"

Cântico dos Cânticos é uma coleção de poemas de amor, a maior parte em forma de canções, próprias para festas de casamento (Jeremias 33.11).

Em algumas traduções, o livro é chamado de "O Cântico de Salomão".

Estas canções de amor têm sido muitas vezes interpretadas pelos judeus como um retrato de Deus como esposo do seu povo (Oséias 2.16-19)

Alguns cristãos entendem que se trata de uma figura do relacionamento entre Cristo e a Igreja (Apocalipse 21.2,9).

Na opinião de outros, este livro ensina a dignidade e a beleza do amor humano.

Cântico dos Cânticos foi incluído entre os livros sagrados da Bíblia porque trata da pureza e da santidade do casamento, que foi instituído por Deus.

O povo tende a considerar a infidelidade como coisa sem importância, mas o verdadeiro amor permanece fiel, apesar de todas as dificuldades e tentações.


ESBOÇO:
Primeira canção -1.1-2.7
Segunda canção - 2.8-3.5
Terceira canção - 3.6-5.1

Quarta canção - 5.2-6.3
Quinta canção - 6.4-8.4
Sexta canção - 8.5-14

SBB/NTLH


                                                                   

Postagens visualizadas nos últimos 30 dias